Lê a nossa página e vê o que fazemos!

03 dezembro, 2015

Dia Internacional da Pessoa com Deficiência


Data de 1998 a promoção da convenção sobre os direitos das pessoas com deficiência por parte da ONU. Assim, e nesse âmbito, a Biblioteca Escolar e o Grupo de Educação Especial decidiram comemorar esta data tendo como principal objetivo despertar e sensibilizar toda a comunidade escolar para a problemática da deficiência, de forma a mobilizá-la para a defesa da dignidade, dos direitos e do bem estar destas pessoas.

O Agrupamento de Escolas Ferreira de Castro tem como missão a escolarização de todos os alunos, procurando promover a sua formação integral e contribuir para que sejam cidadãos ativos e conscientes dos seus direitos  e deveres, privilegiando a inclusão. Como tal, dispõe de espaços adequados à integração de alunos com diferentes tipos de deficiência, e ao seu acolhimento, nomeadamente a UAAM (Unidade de Apoio a Alunos com Multideficiência), Oficina do Aprender e a UEE (Unidade de Ensino Estruturado).

Ao comemorar esta data, pretende-se igualmente divulgar o trabalho desenvolvido no Agrupamento pelo núcleo da Educação Especial, divulgar e partilhar experiências sobre as diversas características/ problemáticas e necessidades da pessoa com deficiência e implicar os intervenientes nesta temática de forma que estes sejam agentes ativos no quotidiano.

Realizaram-se os seguintes eventos:
- venda de produtos;
- projeção de um filme com a compilação de atividades realizadas no âmbito do Projeto "Todos Juntos";
- atividade musical orientada pela Professora Sofia Doutor;
- atividade "surpresa" orientada pela Professora Raquel Silva;
- jogo "Juntos Conseguimos" orientada pela animadora Marisa Ramalhete;
- debate subordinado ao tema "Tenho um filho Diferente. E agora?" - que contou com a presença dos oradores: Drª Isabel Jorge Santos (membro da Associação "Dar Resposta", Alunos do Curso Vocacional do 9º ano, Dr. Miguel Vales (Coordenador da Equipa Técnica do CECD), Técnicos do CECD e da APDDA, Ana Besteiro (Encarregada de Educação).

Nas atividades onde se verificou a participação dos alunos com deficiência, a comunidade educativa assistiu com entusiasmo. Relativamente aos jogos que visavam sensibilizar para as dificuldades que algumas pessoas sentem na realização das suas tarefas, houve uma boa adesão e os alunos de 5º e de 9º ano participaram de forma ativa.



















O debate revelou-se bastante didático, interessante e envolvente.













Deveria ter-se verificado um maior envolvimento de professores/ técnicos do Agrupamento.

Sem comentários:

Enviar um comentário